cabeçaho-site-ciaud.png

  • image
  • image
  • image
  • image
  • image
  • image
  • image
  • image
  • image
  • image
  • image
  • image
Previous Next

User experience na avaliação de Tecnologias de Apoio utilizando a metodologia Kansei     

Coordenador: Luciana Teles Carneiro

Equipa (no CIAUD): Francisco dos Santos Rebelo; Paulo Ignácio Noriega Pinto Machado; Elisângela Brito Pessoa Vilar

Equipa (fora do CIAUD): n/a

Data de início: Janeiro/2014

Data de conclusão: Dezembro/2017

Linhas de Investigação: Principal:  Ergonomia     Transversal: Otimização da Interação Humana

Financiamento: Fundação CAPES – Ministério da Educação do Brasil lUID/EAT/4008/2013  

Parceiros: n/a

Resumo
Apesar das vantagens das Tecnologias de Apoio (TA), tais como o aumento da autonomia e confiança dos utilizadores,  autores reportam um índice de 30% de desistência na utilização destes dispositivos. Este abandono tem sido associado na literatura à usabilidade (funcionalidade insuficiente e ausência de treino) e à experiência de utilização (envolvimento dos utilizadores na seleção do dispositivo, mudança nas necessidades e prioridades, estigmatização que condiciona a aceitabilidade social,  aceitação da deficiência, estética e  ausência de conhecimento da TA). Neste projeto, estamos interessados em estudar de que forma a experiência de utilização com TAs (cadeiras de rodas), relacionadas com a sua visualização, condicionam as respostas emocionais dos utilizadores diretos e indiretos. Pretende-se desenvolver um modelo que permita prever as reações emocionais relacionadas com diferentes tipologias de cadeira de rodas, que permita aos designers, o desenvolvimento de soluções numa perspetiva de design centrado no utilizador.
Muitos estudos têm sido desenvolvidos para produtos de consumo (automóveis, telemóveis), mas não encontramos trabalhos para produtos que, à partida, não são objetos de desejo (cadeiras de rodas). Para o desenvolvimento deste projeto a metodologia utilizada será o Kansei, que traduz as sensações e percepções de um indivíduo acerca de um produto em especificações de design.

 

Resultados (obtidos ou esperados)
Seguindo as etapas da metodologia Kansei, realizou-se a caracterização do domínio por meio de entrevistas com utilizadores de cadeiras de rodas.  Foram entrevistadas 8 pessoas,  com um guião composto por  questões referentes à usabilidade e outras   mais relacionadas com reações emocionais decorrentes da utilização de cadeiras de rodas. Como resultado observamos que o  uso efetivo  de uma TA depende de várias circunstâncias, a exemplo do contexto e fatores ambientais em que está inserido o utilizador, e características individais dos mesmos.
Esta estudo piloto deu origem à participação no AHFE 2015, com consequente pulblicação de um paper  nos Anais do evento.

 

Atualizado a 7 de Setembro de 2016